• Ateliê Maria Lamparina – Sustentável da fundação ao conteúdo

    Localizado no sul de Santa Catarina o ateliê Maria Lamparina é um exemplo de sustentabilidade. Construído com materiais reaproveitados, a obra de apenas 20 metros quadrados gerou mínimo impacto ambiental e, a maioria das peças produzidas pelo ateliê também reutiliza materiais já existentes na natureza.

    LER MAIS

  • Projeto dá novo destino às gaiolas apreendidas da caça ilegal

    Gaiolas de pássaros podem ser transformadas em lindos objetos decorativos, basta ter um pouco de criatividade, e principalmente, amor pela natureza e pelos animais. Elas representam prisão e tristeza. Reutilizando-as para outro fim que não seja aprisionar um pássaro, estamos de alguma forma espalhando o amor e o respeito por estes seres.

    Uma proposta super interessante para trabalhar com grupos de crianças e jovens — pois além de promover a educação ambiental, no sentido do respeito aos animais e da importância de deixa-los viver livremente na natureza, essas crianças ainda vão poder usar e abusar da criatividade — é o caso deste Grupo de Escoteiros de Treviso, SC.

    LER MAIS

  • Você já ouviu falar sobre Slow Design?

    Em um mundo onde predomina a fabricação em massa e a valorização dos produtos feitos em grande escala, precisamos falar sobre um conceito que se contrapõe a estes fatores, que valoriza o artesanal, o consumo consciente e sustentável: o Slow Design.

    O conceito de Slow Design , é um derivado direto do Slow Food, originário na Itália, tem como porta-voz os objetos, e como objetivo promover o bem-estar dos indivíduos, da sociedade e da natureza, em radical oposição ao estilo de vida baseado nos modelos consumistas.

    LER MAIS

  • Aprenda a fazer um cabideiro artesanal e deixe sua casa mais organizada

     

    A ideia é deixar seu dia a dia mais organizado e ainda deixá-lo com a cara, ou melhor, com as mãos dos moradores da casa. Quando chegamos em nosso lar, queremos nos aconchegar e ficar numa boa. Geralmente,  largamos bolsa, chaves, casacos, em qualquer lugar, o que deixa a casa desajeitada e se não guardarmos logo aquilo vai virando uma bola de neve e quando vimos esta tudo fora do lugar, jogado, desarrumado.

    Um cabideiro põe ordem no lugar, principalmente se deixarmos ele logo na entrada da casa. Assim, quando entramos já deixamos ali os objetos que são usados diariamente e que não precisam ir pra gaveta.

    LER MAIS

  • Transforme um colhedor de frutas e uma luminária moderna

    Sabe aqueles pendentes moderninhos em estilo industrial que esta super em alta hoje? Eles geralmente tem um valor elevado por questões de moda, tendência e tal, mas saiba que tendo alguns materiais em mãos, como um colhedor de frutas, você consegue fazer uma luminária super bacana e descontraída por um valor bem mais acessível.

    LER MAIS

  • Faça você mesmo: aprenda a transformar um livro sem uso em um lindo vaso!

    Pois bem, para começar a historinha de hoje, vamos precisar dele: o livro! Você deverá usar um que já não tenha mais uso (de preferência bem gordinho, com bastante páginas), um estilete, uma régua, uma pedaço de lona ou um plástico com bastante impermeabilidade, terra, areia e algumas plantinhas (aqui no caso: suculentas).

    LER MAIS

  • Faça você mesmo: Porta-cartas feito com janelas

    Janelas. Não pense nelas como uma simples abertura de uma casa, elas têm o poder de dar personalidade e charme a qualquer lugar, com uma customização elas podem se transformar em peças úteis, charmosas e com a sua cara.

    LER MAIS