Jardim do Mundo
menu
Jardim do Mundo
Construção NaturalSustentabilidade

Ateliê Maria Lamparina – Sustentável da fundação ao conteúdo

atelie

Localizado no sul de Santa Catarina o ateliê Maria Lamparina é um exemplo de sustentabilidade. Construído com materiais reaproveitados, a obra de apenas 20 metros quadrados gerou mínimo impacto ambiental e, a maioria das peças produzidas pelo ateliê também reutiliza materiais já existentes na natureza.

Havia uma preocupação com o meio ambiente antes mesmo da construção do ateliê, pois as peças ali produzidas sempre seguiram uma linha sustentável, reaproveitando madeiras, usando fibras naturais, como a palmeira Juçara, neste caso sempre fazendo a retirada dos cachos de forma a deixar no mínimo um na palmeira, garantindo sua reprodução, alimento para as espécies e produção de sementes.

Com a obra não podia ser diferente, o ateliê foi construído no terreno da casa da família, gerando pouquíssimo impacto visual, ambiental e pouco investimento financeiro. As janelas e portas utilizadas na construção, vieram da demolição de casas antigas e foram repaginadas para se integrar ao contexto. Todo o vidro utilizado na obra foi doado por amigos, material que sobrou de outra obra e foi adequado ao local, criando um ambiente iluminado e aconchegante, quando contrasta com a madeira utilizada na obra.

Os tijolos maciços vieram de fornos antigos de olaria que foram demolidos. A luz que entra naturalmente no ateliê, vem por meio de janelões instalados na parte superior da obra e que, além de evitar o acendimento de lâmpadas durante o dia, trazem também circulação de ar para o interior do espaço, não necessitando da instalação de ar condicionado.

Conheça o ateliê

O piso, todo de tacos de madeira de lei, era o chão de um grande clube de festa da região, e foi reutilizado de forma harmônica neste pequeno espaço de arte. Outros materiais também foram reutilizados como as telhas e os pilares de madeira que sustentam a obra.

A água utilizada dentro do ateliê, bem como fora para regar o lindo jardim que cerca o espaço, vem de um sistema de captação da água da chuva que reutiliza um galão de plástico com capacidade para 150 litros.

Os poucos móveis que compõem o interior do espaço foram repaginados, customizados e adaptados ao local, pela própria artesã-proprietária.

Reaproveitar é a ideia principal deste lugar encantador, que além de ter sido construído com esta proposta, produz peças nesta mesma linha, resgatando “lixo” para transformar em arte. O ateliê tanto customiza objetos encontrados no meio ambiente transformando-os em objetos de decoração, como também recebe peças de clientes que desejam resgatar a história de objetos e móveis que eles possuem.

A este móvel foi dado uma segunda chance antes de ser descartado, e olha a transformação. Lixo para uns e arte na mão de outros.
Aquele móvel feinho da Nona que ninguém da mais valor, e que parece que seu único fim seria o descarte…

Janelas, portas, móveis, entre tantos outros objetos resgatados, são reutilizados e ressignificados, recebendo cor, vida e amor, detalhes vistos em cada peça quando entregue ao cliente.

Porta com mais de 40 anos de história, resgatada de entulhos de demolição e transformada em um lindo e moderno Home Office.
Aqui, janelas antigas resgatadas de lixão viraram um móvel de apoio para a cozinha.
Essas gavetas achadas na beira da estrada também forma repaginadas e se transformaram num estiloso criado mudo ou mesa de apoio.
Uma mesa com muita história pra contar…
Uma janela que virou tampo, uma lixeira que virou cestinha de frutas e os pés? Ah, estes haviam sido descartados pois não tinham mais utilidade. E claro, criatividade e um pouco de percepção para juntar todos esses itens e transformar numa peça única.

Onde são feitas as vendas?

As vendas são feitas no próprio local e também através de um portal on-line de artesanato que une diversos artesãos de todo o Brasil. As vendas feitas pela loja virtual são despachadas com embalagens reaproveitadas de outros fabricantes como, caixas de papelão, folhas de jornal e isopor, garantindo maior vida útil dos produtos e diminuindo a demanda dos recursos naturais.

Além das peças produzidas pelo ateliê, a artesã proprietária trouxe para junto de si mais 8 artesãos, que expõem e vendem suas peças no local sem custo algum, formando uma rede colaborativa, onde todos utilizam o mesmo espaço para a comercialização dos seus produtos.

O Ateliê fica localizado na cidade de Criciúma, SC, e está esperando sua visita! Se prepare para se encantar!

Larissa Maciel

Marcos Victorino
escrito por:Marcos Victorino

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: