• Como ser cobra reinventou meu ser

    O ano de 2015 começou com grandes insatisfações para mim. Eu estava terminando uma faculdade que eu sabia que não me levaria a uma trajetória linear, em um emprego que eu sentia que não mais permitia me desenvolver, em relacionamentos que eram mais gaiolas do que portos seguros. Estava tentando virar vegetariana, mas ainda comia ocasionalmente frutos do mar e peixe, havia deixado de me exercitar e me cuidar espiritualmente. Meu corpo decidiu me dar um aviso final.

    LER MAIS

  • 3 atividades artísticas simples para fazer com as crianças

    Explorar novas e intrigantes técnicas de arte pode ser estimulante para os pequenos e relaxante para nós adultos. Mas o preço e a dificuldade de acessar materiais novos nos impedem de nos permitir.

    Abaixo, conheça três ideias de atividades com materiais que você ou tem em casa, ou certamente consegue comprar em seu próprio bairro.

    LER MAIS

  • Casamento simples: festa vegetariana e econômica

    Um casamento, algo que deveria ser simples e comemorar o afeto, tornou-se hoje alvo de uma indústria caríssima, que restringe a possibilidade de todos celebrarem. No entanto, é possível criar a possibilidade de um encontro de amor com colaboração e alegria sem gastar uma fortuna.

    Veja a história dos noivos abaixo, que casaram em novembro de 2018.

    LER MAIS

  • Kefir e Kombucha: dois parceiros no combate às toxinas

    Que hoje em dia consumimos muito mais toxinas (devido ao consumo de alimentos ultraprocessados, mas também ao veneno utilizado na agricultura e à distância entre produtor e consumidor) não é novidade para ninguém, mas já há estudos que demonstram que é exatamente essa ingestão de toxinas que leva a diversas doenças como Parkinson e Alzheimer. Além de optar por comidas naturais e orgânicas, temos alguns aliados milenares para nos ajudar a manter nosso corpo limpo: em especial, o Kefir e o Kombucha.

    LER MAIS

  • 3 livros infantis que poderiam ser para adultos

    Livros infantis muitas vezes têm a qualidade única de tratar de assuntos muito sérios de forma poética e leve. Esse é o caso dos três livros abaixo indicados, que podem ser trabalhados com as crianças ou inspirar reflexões nossas.

    LER MAIS

  • Uma lição indígena sobre a efemeridade

    Na defesa de sua dissertação de mestrado na UNB, Célia Xakriabá Mindã Nynthê conta uma história sobre duas mestras Xakriabá, uma etnia indígena do tronco Macro Jê, Akwen, do norte de Minas Gerais. Na história, as duas mestras, dona Libertina e dona Lurdes, estão contando sobre suas construções tradicionais, em um curso na Universidade Federal de Minas Gerais, quando recebem de um estudante a proposta de aprenderem uma técnica que faria com que estas casas durassem para sempre. Sem hesitar, respondem:

    “Não meu filho. Obrigado, mas isso é perigoso. Se aceito sua oferta, como é que vou ensinar meus filhos e netos a construir? A casa usada tem que se desfazer para eles observarem como fazer uma nova. Não é a casa que tem que durar, mas o conhecimento. Se a casa cai, mas fica a forma de aprender, a gente aprende e levanta outras.”

    LER MAIS

  • Vídeo nas Aldeias (VNA): a Blockbuster indígena

    Passados mais de 500 anos de colonização e convívio, ainda sabemos muito pouco sobre as centenas de povos indígenas que vivem em nosso país, com suas mais de 250 línguas maternas e culturas. Recentemente, algumas iniciativas têm tentado mostrar mais sobre todo este conhecimento ancestral e sobre a realidade dos povos hoje, como o premiado filme Ex-Pajé.

    LER MAIS

  • 3 alternativas saudáveis e caseiras ao pãozinho

    Se você quer alternativas sem glúten, mais proteicas, ou apenas mais caseiras do que o pãozinho para comer com pastas e até sanduíches, saiba que é possível produzi-las com materiais simples e que você pode ter em sua cozinha. Conheça três receitas:

    LER MAIS