• Consultoria de estilo: uma ferramenta de autoconhecimento

    “Ao entender a roupa como ferramenta de comunicar para o mundo quem a gente é, buscar referências dentro do nosso próprio universo e olhar para o ato de vestir de todos os dias como possibilidade de diversão e autoamor, saímos das tendências e entramos no campo do autoconhecimento. E quanto mais se conhece, mais se cuida, se preserva, respeita seus limites, se vê suficiente, necessária e capaz.”

    LER MAIS

  • Comece hoje a mudança que você deseja

    Há sempre uma razão para esperar até amanhã.

    Não espere até amanhã, comece hoje.

    Existe alguma mudança que você deseja fazer em sua vida?

    Você quer perder peso? Parar de fumar? Organizar sua casa, jogando fora o que não usa mais? Começar um novo hobby? Mudar de carreira? Reconciliar um relacionamento?

    Há sempre uma razão para esperar até amanhã – e é por isso que você deve fazer a mudança hoje.

    LER MAIS

  • Seja um artesão da sua vida e crie sua carreira

    “Não siga sua paixão, seja um artesão da sua vida”. Essa é uma lição que eu já intuía, mas que veio à racionalidade com o livro “Tão bom que eles não podem te ignorar”, de Cal Newport.

    Em seu livro, Cal apresenta seu ponto de vista de que é falsa a ideia hoje vendida de que todos deveriam procurar uma paixão e torná-la seu emprego. Ao contrário, ele afirma, a paixão seria adquirida depois de anos de trabalho, uma vez conquistados: controle sobre sua rotina, oportunidades de ser criativo no dia a dia e a oportunidade de impactar o mundo com seu trabalho. Mas essa dinâmica só pode ser conquistada com reconhecimento, o que só existe depois de anos de bom trabalho.

    LER MAIS

  • O que é Ikigai? O segredo japonês para um vida longa, feliz e saudável!

    Combinando as palavras japonesas “iki”, que significa vida, e “gai”, que remete a valor ou resultado, Ikigai é essencialmente um antigo conceito que pode te ajudar a encontrar a sua própria “razão de ser” ou o motivo pelo qual você acorda todos os dias. Esse estilo de vida promete não apenas felicidade e realização, mas também está relacionado à vitalidade.

    LER MAIS

  • A sabedoria que trazemos e que sustenta uma existência plena e única!

    Ninguém está a passeio por aqui. Estamos numa jornada que contém propostas interessantes de ocupação. Algumas mais elevadas, outras nem tanto e muitas delas, obrigatórias e desgastantes.

    Correr virou sinônimo de agilidade, de dinamismo, de potencialização de talento. Ocupar-se sempre e constantemente é quase que regra ditada para a famosa meta do ser “bem-sucedido”.

    Ocorre, que nas aventuras necessárias e também nas desnecessárias da vida, colocamos uma quantidade de energia imensa em prol do aprender e do fazer. Quase sempre mais do fazer para aprender.

    LER MAIS

  • Mudar o mundo mudando nossas relações

    São Paulo, 2018, aula de forró. Participantes jovens, homens e mulheres, de diferentes orientações sexuais. A professora avisa que ali, dama e cavalheiro são posições na dança e nada tem a ver com gênero. E que, assim como na yoga, como dançamos reflete como agimos.

    Ela brinca sobre comportamentos no forró e na aula: há aqueles que colocam os corpos excessivamente próximos de uma maneira sexualizante e aqueles que, demonstrando quase um medo do outro, se mantém excessivamente distantes, dificultando a condução. Poucos sabem a medida ideal entre entregar seu corpo ao outro com confiança e controlá-lo com atenção e leveza. Quatro aulas depois, oito horas de experiências no próprio corpo e no corpo alheio, uma turma sente que até está dançando mais forró, mas que principalmente aprendeu sobre confiança e entrega, sobre se relacionar com o outro.

    LER MAIS

  • Como expressar suas necessidades sem magoar os outros

    Você já se sentiu triste ou frustrado quando tentou falar para outra pessoa sobre as suas necessidades? Muitas vezes não conseguimos nos expressar bem, e muitas vezes não conseguimos identificar nossas próprias necessidades. Ficamos bravos, irritados, tristes, esperando que o outro adivinhe o que queremos.

    Se você já passou por isso, saiba que não está sozinho e que é possível aprender a identificar suas necessidades e comunicá-las aos outros de uma maneira harmoniosa. Quem desenvolveu essa técnica foi Marshall B. Rosenberg e ele a ensina no livro: Comunicação Não-Violenta – Técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais.

    LER MAIS
  • 4 canais de mulheres que ensinam a como fazer manutenções e reformas

    As manutenções domésticas, construções e acabamentos da casa ainda não são coisas pra qualquer um, quiçá para mulheres, certo? Engano seu! Quem desmistifica essa afirmação machista são algumas mulheres que botaram literalmente a mão na massa e fizeram das atividades algo simples, e toparam compartilhar o conhecimento pela web.

    Muitas mulheres elogiaram a ideia e contaram nos comentários do youtube episódios de constrangimento ao receberem funcionários do sexo masculino em casa.

    LER MAIS

  • O parto das índias: um ritual de vida

    Elas aprenderam a partejar com as sogras, mães, tias e primas. Herdaram o conhecimento das parteiras antigas, consideradas dotadas de extensa sabedoria sobre as ervas, o parto e a natureza. Conhecimento que foi se perdendo com o tempo e com a institucionalização do parto, à medida que a expansão dos serviços médicos-hospitalares alcançaram as aldeias. Na década de 80, elas foram intimidadas por um sistema hegemônico que exigia autorização para que pudessem exercer suas práticas, sob a pena de serem presas, em caso de intercorrência, segundo a pesquisadora Vilma Benedito de Oliveira. Em sua monografia “Saberes e práticas das parteiras Tupinikim”, apresentada na Universidade de Brasília, ela resgatou, por meio de entrevistas com parteiras remanescentes, algumas das técnicas empregadas para acelerar o trabalho de parto, garantir o bem-estar da parturiente, facilitar a dequitação e nos primeiros cuidados com o bebê.

    LER MAIS

  • Saiba como criar um diário de fractais para exercitar a criatividade

    A natureza é cheia de mensagens, desenhos, formatos, odores e sabores. A natureza é uma obra de arte, um laboratório para descobertas e a mais completa escola de vida em movimento que existe.

    Em meio ao movimento da vida, sempre encontramos o mensageiro e a mensagem e nisso, a natureza tem maestria: executa os dois papeis ao mesmo tempo. Enigmática, mas na mesma medida simples, a natureza nos dá todos os dias conteúdos ricos para uma “leitura apurada” da essência de nossa jornada por aqui.

    Um exemplo disso, são os fractais…

    LER MAIS