Você já ouviu falar em ORA-PRO-NOBIS?

Conhecida popularmente com este nome, a planta Pereskia aculeata pertence à família dos cactos. É uma cactácea nativa da região que vem desde a Flórida até o Brasil. Trata-se de uma trepadeira que apresenta folhas suculentas e comestíveis, cuja forma lembra a ponta de uma lança. Por apresentar ramos repletos de espinhos e crescimento vigoroso, a planta pode ser usada com sucesso como uma cerca-viva intransponível.

Do latim, seu nome significa “rogai por nós”, e segundo tradições, esse nome foi dado por algumas pessoas que a colhiam no quintal de um padre, enquanto ele rezava em latim.

De fácil cultivo e alto valor nutricional, a planta pode ser usada como ornamento e alimento, e se desenvolve em vários tipos de solo. Também conhecida como labrobó e orabrobó, a ora-pro-nobis, a planta trepadeira se adapta facilmente a diversos climas e tipos de solo. Sua floração ocorre por apenas um dia, podendo ocorrer de janeiro a abril com flores e pequenas e perfumadas de coloração branca, a produção de seus frutos ocorre de junho a julho apenas, e são amarelos e redondos. Muito usada como cerca viva, a planta pode chegar aos 5 metros de altura e possui ramos repletos de espinhos, ajudando a proteger ambientes.

Quais seus benefícios? Popularmente usadas para aliviar processos inflamatórios e na recuperação da pele queimada, a planta possui muitas propriedades devido ao seu alto valor nutricional. Na forma de chá, a erva pode ser usada como depurativa do sangue e tônica, e por isso é eficaz no tratamento de cistite, úlceras, queimaduras, problemas de pele e processos inflamatórios. Rica em vitaminas A, B, C, fibras, ferro e fósforo, além da mucilagem, a planta auxilia no bom funcionamento intestinal, no aumento da imunidade e pode ser usada na produção de mel. Considerada uma das plantas com maior índice de proteína vegetal, mais do que a tão famosa couve.

Estudos realizados na Universidade Federal de Lavras constataram que os princípios da planta podem ajudar na prevenção de doenças como varizes, câncer de cólon, hemorroida, tumores intestinais e diabetes, além de diminuir o nível de colesterol ruim, tratar furúnculos e sífilis.

Como consumir? Suas folhas, secas e moídas ou frascas são a parte comestível, e podem ser usadas em receitas como sopas, omeletes, tortas e refogadas, ou ainda em saladas. Além disso, podem ser usadas para enriquecer a farinha, massas e pães. Você pode encontrar mais receitas em livros, na internet e descobrir que esta é uma das plantas encontradas em receitas com plantas não convencionais. É a vida selvagem na sua mesa, trazendo nutrientes pra sua vida.

 Receita de Pesto Vegano de Ora Pro Nóbis:

Ingredientes
1 xícara (chá) de folhas de ora-pro-nóbis (lavadas e picadas)
1 dente de alho pequeno
1/3 de xícara (chá) de nozes picadas
1/2 xícara de azeite de oliva

Modo de fazer
No pilão coloque todos os ingredientes, exceto as nozes. Quando tiver bem macerado  junte as nozes bem picadas.  Guardar na geladeira coberto com uma camada fina de azeite.

 

A vida é um acontecimento extraordinário para ser passado sem um propósito, aqui queremos inspirar a mudança, a conexão com os ciclos da natureza, o resgate dos saberes ancestrais e manuais. Vamos juntos por esse caminho descobrindo que tudo que precisamos já está em nós mesmos.

www.jardimdomundo.com

7 opiniões sobre “Você já ouviu falar em ORA-PRO-NOBIS?

  • Reply Carmen 19 julho, 2016 at 17:12

    Eu amo essa plantinha, tenho ela plantada no quintal. Já fiz varias receitinhas com ela, agora aprendi mais uma.

  • Reply Maria Da Conceição Barros 18 agosto, 2016 at 8:31

    Aqui em Minas Gerais o ora pro nobis é muito comum e o prato principal que fazemos é com costelinha suína ou frango. Delicioso! !

  • Reply Alan Barros 19 agosto, 2016 at 9:21

    Faltou demonstrar em números o tal valor nutricional

  • Reply sara 20 agosto, 2016 at 17:56

    EU COMPREI 3 PLANTINHAS E ESTAO CADA DIA MAIS BONITAS. MAS ESTE 1º ANO VOU PROTEGÊ-LAS DO FRIO DAQUI.
    Eu já comi algumas de suas folhinhas para sentir seu sabor e entrar em “ressonância” com a planta. Tenho o hábito que adquirii de minha vó e converso com todas as minhas plantas. A orapronobis lhe disse que estava muito feliz por tê-la comigo e que nós temos a mesma origem (Brasil) e muita coisa em comum para compartilhar.

    • Reply Antonio Paulino do Amaral 21 agosto, 2016 at 17:00

      E o que que a ora pro nobis respondeu pra você?

  • Reply Jurema Dionisio 17 outubro, 2016 at 14:49

    Conheci ora pro nobis através de uma amiga que me indicou para anemia.

  • Reply LAIR CHRISTOVAO. 27 outubro, 2016 at 12:49

    ESTOU CURIOSA QUERO CONHECER ESTA PLANTA QUE SE DIZ MARAVILHOSA..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *