Estudo: menos brinquedos significa crianças mais imaginativas e inteligentes

criança brincando no mato


Ter menos brinquedos torna as crianças mais imaginativas e inteligentes.

É o que diz um estudo recente:

Muitas opções na sala de brinquedos podem superestimular e sobrecarregar uma criança, fazendo com que ela não se concentre e também não aprenda com os brinquedos.

Os pesquisadores descobriram que reduzir o número de brinquedos resulta em brincadeiras
mais criativas e que estimulam a imaginação.

Menos brinquedos X mais brinquedos

Para a realização do estudo, pesquisadores da Universidade de Toledo (Ohio – EUA) deram para um grupo de crianças 4 brinquedos e 16 brinquedos para um outro grupo.
As crianças com menos brinquedos brincaram com cada brinquedo por períodos mais
longos, examinando, observando e experimentando.

Uma grande quantidade de brinquedos presentes reduziu a qualidade das brincadeiras das
crianças”, escreveram os autores do estudo. “Menos brinquedos podem ajudar as crianças
a se concentrarem melhor e a brincar de forma mais criativa”
.

As crianças com quatro brinquedos exibiram 1,5 interações a mais com os brinquedos do
que as crianças com dezesseis itens, indicando que estavam brincando de “maneiras mais
elaboradas e avançadas”, acrescentaram.

Esse envolvimento maior com um brinquedo tem implicações positivas para muitas áreas
do desenvolvimento, incluindo brincadeiras de faz de contas e imaginativas,
auto-expressão, habilidades físicas, como coordenação motora fina e resolução de
problemas”
, escreve a psicóloga Susan Newman para a Psychology Today.

O estudo reflete as descobertas de um experimento alemão, no qual todos os brinquedo
foram retirados de várias salas de aula da Educação Infantil por três meses.

As crianças ficaram apenas com suas mesas, cadeiras e cobertores para brincar.
A princípio, eles estavam chorando com a situação tediosa. Porém, tornaram-se criativos
no segundo dia construindo cenários, transformando suas mesas em trens e realizando
circos e peças de teatro.

Leia: Aprenda a fazer um jardim sensorial para as crianças

Suas habilidades de desenho e pintura também foram melhoradas:
” Antes, as crianças faziam um pequeno rabisco em um pedaço de papel e depois já
jogavam fora”, disse a professora Gisela Marti ao The Independent. “Mas quando o papel foi
devolvido para eles, desenharam e pintaram todo o papel até que não restasse um pedaço
de papel branco”

“Descobrimos que as crianças que participaram do experimento se concentram melhor quando trabalham, se integram melhor em grupos e se comunicam melhor do que as que
não participaram”, disse Elke Schubert, autoridade de saúde pública alemão.

É interessante manter os brinquedos simples para que as crianças possam usá-los como
ferramentas para despertar a imaginação. Os brinquedos mais chamativos e de alta
tecnologia podem ser excessivamente estimulantes ao tempo que geram observadores passivos em atividades sem benefícios.

Leia: 3 atividades artísticas para desenvolver com as crianças

A vida é um acontecimento extraordinário para ser passado sem um propósito, aqui queremos inspirar a mudança, a conexão com os ciclos da natureza, o resgate dos saberes ancestrais e manuais. Vamos juntos por esse caminho descobrindo que tudo que precisamos já está em nós mesmos.

www.jardimdomundo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *