Aprenda como tingir tecidos e fibras naturais utilizando plantas

Há uma variedade de plantas que podem ser usadas para se produzir corantes vegetais. Podemos sugerir algumas plantas bem conhecidas em muitos países. No entanto, cada área terá as suas próprias plantas que podem ser usadas para se preparar os corantes. Peça o conselho de pessoas mais idosas. Experimente e teste plantas diferentes.

A receita básica para o cozimento do corante, que vai servir para os exemplos a seguir é:

  • um dos pigmentos citados abaixo
  •  1 litro de água fervente
  •  tecido de sua escolha, aqui vamos usar uma camiseta branca de algodão
  •  tempo e paciência = tecidos coloridos!

 

  • Deixe a camiseta por 5 minutos em água fria. Isto ajudará o tecido a “agarrar” melhor o corante natural;
  • Torça o tecido para retirar a água;
  • Coloque o pigmento e 1 litro de água para ferver durante uns 30 minutos;
  • Retire a panela do fogo e mergulhe a peça de roupa nessa mistura durante pelo menos 1 hora. Vá mexendo de vez em quando com uma colher para garantir um tingimento homogêneo;
  • Depois de retirar a peça de roupa da panela, passe o tecido por água até que a água comece a correr limpa;
  • Quando necessário antes de colocar o tecido no corante, você deve deixa-lo por 24 horas de molho em um mordente, enxaguar bem para retirada do mordente e só então coloca-lo no corante;

Você pode melhorar o resultado final adicionando um agente de fixação ou mordente ((mordentes são minerais, tais como alume, cobre ou ferro, que ajudam a cor da tintura a se ligarem a fibra. Podem ser comprados em lojas de ferragens ou drogarias).

Curcumã ou Açafrão da Terra

  • Use 3 colheres de curcumã para 1 litro de água

Este é um excelente corante para começar, pois é facilmente encontrado (você provavelmente tem algum em sua cozinha).

Ele não precisa de um mordente para ajudar a cor aderir à fibra

A curcumã produz um amarelo dourado solar.

 Repolho Roxo

  • Use um cabeça para 1 litro de água

Use a cabeça do repolho para produzir roxos e lilases lindos ou mesmo outros tons de azul. Além disso, as folhas externas do repolho,  produzem os mais belos verdes suaves.

Alumem é um ótimo mordente para usar com repolho – vai ajudar o corante aderir o tecido e vai intensificar a cor.

Cascas de cebola roxa

  • Use a casca de 10 cebolas para 1 litro de água

Você pode ser  “maluco” como nós, economizando até mesmo suas cascas de cebola para o tingimento! Cascas de cebola roxa produzem marrons ricos e quentes, enquanto cascas de cebola comum produzem belos amarelos.

Cenoura roxa

  • Use 10 cenouras para 1 litro de água

Cheio de cor, estas cenouras produzem azul, roxo ou lilás super impressionante. Basta cortar em pedaços e ferver em água, em seguida, reduza o fogo e adicione o tecido de sua escolha!

Você poderia plantar uma fileira delas em seu quintal e produzir sua própria cor!

Cravos

Facilmente encontrados, os cravos produzem cores que vão do laranja, amarelo ao verde.

É outro ótimo corante para começar a experimentar a tinturaria.

Eucalyptus cinerea

  • Use 500g de folhas para 1 litro de água

Esta é uma das minhas favoritas. Uma tinta em forma de planta, o Eucalyptus cinerea tem folhas arredondadas e prateadas.

As folhas verde-prata, de um cheiro absolutamente incrível, são  um corante tradicional a muito tempo esquecido  e produzem uma cor laranja-elétrico muito louca!

Você vai se sentir como um mago quando usar este corante vegetal.

Romãs

  • Cascas de 5 romãs para 1 litro de água

Você só precisa das cascas da fruta para conseguir um belo corante suave de amarelo cremoso ou cinza, de modo que você pode comer seu romã e tingir com ele depois!

Outros grandes corantes que você poderia encontrar em sua cozinha ou quintal, são: serragens provenientes de diferentes árvores, sementes de abacate, folhas de amora, manjericão roxo, sabugueiro, batatas roxas, amoras, cenouras e urtiga.

Inspirou?

A vida é um acontecimento extraordinário para ser passado sem um propósito, aqui queremos inspirar a mudança, a conexão com os ciclos da natureza, o resgate dos saberes ancestrais e manuais. Vamos juntos por esse caminho descobrindo que tudo que precisamos já está em nós mesmos.

www.jardimdomundo.com

13 opiniões sobre “Aprenda como tingir tecidos e fibras naturais utilizando plantas

  • Reply Késsile Tanski Severo Fernandes 8 abril, 2016 at 21:38

    A cor não sai na lavagem? Gratidão pela postagem, sempre me interessei por isso! <3

    • Reply Jardim do Mundo 8 abril, 2016 at 21:42

      Olá, a medida que vamos lavando as roupas vão desbotando um pouco

  • Reply Ana Lídia 17 abril, 2016 at 7:38

    Amei forte o post! Só queria saber da lã: existe alguma alternativa? Digo, algo que substitua a lã de ovelha… Achei tão amadinhos os novelos tingidos,fui pensando no tanto de coisa que poderia fazer mas aí lembrei que ela só existe se tirarmos ela do bichinho, fiquei desanimada =/

  • Reply Márcia 7 junho, 2016 at 15:22

    podemos utilizar isso nos cabelos brancos???? siiiiiiim, por favooor! 🙂

  • Reply Ravena Araujo 29 setembro, 2016 at 8:16

    E flores? Quais flores funcionam bem no tingimento de algodao ou seda?

  • Reply Igor 17 maio, 2018 at 14:53

    É possível tingir só uma parte da roupa

  • Reply Fátima 9 setembro, 2018 at 19:43

    Olá boa noite! Adorei essa matéria sobre corantes naturais. Tenho uma dúvida: consegui sementes de colorau, e estou em dúvida como retirar o corante delas, será que posso usar a fervura? Vi que para fazer o corante alimentício pode ser usado o óleo, mas eu quero tingir tecidos. O que uso? Grata. Fátima Carvalho.

  • Reply Muira 26 janeiro, 2019 at 14:36

    Ola!
    Adorei essa página. Tenho feito umas tentativas com corantes naturais mas nsosei usar o mordente. As minhas cires mudam quando lavadas. Usei amora com alumen, mas depois da lavagem ficou cinza. Qual a maneira correta de usar o alumen e para quais corantes ele deve ser usado?
    MuitissiMu grsgr.

  • Reply sofia 22 fevereiro, 2019 at 16:41

    olá. há uma coisa que ainda não compreendi. depois de ferver, para obter o corante, o tecido vai na água quente ou pode ir na água arrefecida? obrigada. beijinhos Aguardo!

    • Reply Charlene Peruchi 22 fevereiro, 2019 at 17:33

      Olá Sofia. Depois que tirar o tecido da água quente com pigmento é preciso lavar ele na água em temperatura ambiente para tirar o excesso de pigmento.

  • Reply Isadora 12 agosto, 2019 at 13:30

    Adorei! Parabéns! Depois vou passear pelo blog. Certamente encontrarei outros assuntos que me interessem. No entanto gostaria de um conselho.
    Tenho um vestido novo de linho branco e quero tingir para não ficar tão transparente. Pensei em cúrcuma com outra coisa para dar um tom mais acastanhado pra combinar comigo. Será que com o alecrim e a salvia conseguiria quebrar o amarelo da cúrcuma para favorecer o tom castanho claro meio dourado que sonho para meu vestido?
    Por outro lado, a tintura fica melhor com as ervas secas ou verdes? Tenho um bocado no quintal.
    Agradeço sua atenção.
    Paz e luz!

    • Reply Jardim do Mundo 12 agosto, 2019 at 22:23

      Oi Isadora,
      Para vc experimentar dá para testar em um paninho branco, até chegar a receita do tom desejado. sugerimos a casca da cebola roxa para ajudar a escurecer o tom da cúrcuma.

  • Reply Edna Coimbra 29 fevereiro, 2020 at 10:48

    Me interesso bastante pelo tingimento natural. Já faço muitas experiências! Amei as informações…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *