Horta de sobrevivência – 1 mês sem supermercado

horta de sobrevivência

Se você nunca ouviu falar sobre horta de sobrevivência, pode se perguntar: “O que é isso, será  que eu preciso de uma?” Uma horta de sobrevivência é uma horta projetada para fornecer colheitas suficientes para que você e sua família vivam apenas com produtos da horta por pelo menos 1 mês.

No exterior é conhecido como ”survival garden“. Os adeptos da prática costumam usá-la como meio de prover alimentação saudável para sua família e para se precaver de crises.

Estamos vivendo tempos difíceis, instabilidade econômica, pandemia e ciclones. Há pouco tempo também tivemos a greve dos caminhoneiros que desabasteceu a maioria dos supermercados brasileiros.

Não quero acreditar que em um futuro próximo iremos ficar totalmente desabastecidos mas o mundo está muito instável e a preparação é a chave para a sobrevivência. Vamos planejar a nossa horta que poderá nos abastecer de alimentos frescos por até um mês torcendo que seja somente pela nossa saúde fisica e mental.

Planejamento da horta de sobrevivência

Existem diversas  considerações a fazer quando pensamos em começar uma horta de sobrevivência. Serão elas que irão ditar o sucesso do seu cultivo como, por exemplo:

O que irei plantar?

Gosto dos alimentos que estou plantando?

Minha horta vai suprir minhas necessidades nutricionais e da minha família?

Tem isso e muito mais, mas não se espante, quando estamos iniciando uma horta, os acertos e erros irão nos proporcionar imensos aprendizados. Atenção, ninguém vira especialista em cultivo do dia pra noite.

A experiência gera experiência. Comece sem grandes pretensões, descubra o que funciona, o que você gosta, com o tempo vai virar algo natural.

A seguir iremos falar das duas principais etapas do planejamento.

horta

Escolhendo as sementes ou mudas

Primeiramente, faça uma pesquisa de quais plantas se adequam melhor ao clima de onde você mora e a época do ano em que o alimento estará disponível para colheita. Isso pode economizar tempo e espaço na nossa horta de sobrevivência.

Devemos dar prioridade às sementes dos alimentos que gostamos, que costumamos comer, evitando o desperdício. A não ser que nossa intenção seja mudar os hábitos alimentares, aí já é outra conversa.

Também vale a pena calcular algumas variáveis, como uma possível seca prolongada. Aposte em plantas perenes, permanentes, elas são duradouras e geralmente requerem menos atenção do que as de ciclos curtos.

Existem grupos e entidades que fazem doação de mudas, sementes e coisas do gênero, dê uma pesquisada! A Emater, por exemplo, pode oferecer assistência de diferentes maneiras.

|Siga o Jardim do Mundo no Instagram para acompanhar nossas aventuras|

Planejando o espaço físico da horta

Saber onde estarão localizadas as plantas, os diferentes canteiros é essencial para começar o plantio, então tente encontrar uma lógica, um motivo para que aquelas plantas estejam em determinado local na horta.

Criar uma horta de sobrevivência posicionando os canteiros de forma aleatória pode ser menos produtivo, um planejamento espacial bem feito pode aumentar a disponibilidade de espaços. Uma dica é aproveitar cada espacinho possível, construir uma horta vertical para aproveitar o espaço restante é uma ótima escolha. Veja como fazer uma horta vertical.

horta de sobrevivência

 

O que plantar?

Como mencionado, cada um deve escolher os alimentos que agrada mais seu paladar, mas existem algumas plantas que são chaves para uma dieta nutritiva e são relativamente fáceis de cultivar como, por exemplo:

  • Abobrinha é um vegetal que cresce relativamente rápido, e quem já colheu abobrinha sabe que quanto mais tempo esperamos pra colher, mais ela vai crescendo. Abobrinhas grandes podem facilmente render quatro refeições ou mais, por isso ela é o primeiro item dessa lista, é o legume ideal para uma horta de sobrevivência;
  • A beterraba é um tubérculo muito nutritivo, possui uma grande variedade de vitaminas, como vitamina A, vitaminas do complexo B e vitamina C. Adicionar alimentos nutritivos como a beterraba na horta de sobrevivência é a chave de uma alimentação rica;
  • Açafrão-da-terra/cúrcuma. Já viram uma raiz de cúrcuma? Ele é da família do gengibre. Pode facilmente ser considerada como uma das mais fáceis de cultivar, podemos simplesmente enterrar as raízes no chão e ela vai crescer facilmente, muitas vezes sem precisar de cuidados. Além da facilidade de cultivo, a raiz tem ação anti-inflamatória, regenerativa, auxilia na memória, previne doenças crônicas e trata de problemas renais e estomacais. Já falamos sobre o poder da planta aqui.
  • A berinjela não é um dos carros chefe da alimentação dos veganos por acaso. É um alimento rico em sais minerais e cresce facilmente em zonas tropicais, então não hesite em incluí-la.

 

Alimentação regional

Existem também os alimentos que são elementos comuns na alimentação da maioria, como bem sabemos, tais como:

  • Batatas são relativamente fáceis de se cultivar e agradam o paladar de muitos;
  • Tomates não possuem uma exigência tão grande de um clima específico, se não houverem muitas geadas ou longas estiagens onde você mora, vale a pena tentar, tanto o tomate normal quanto o tomate-cereja;
  • Feijão é indiscutivelmente um elemento crucial da alimentação do brasileiro, mas o plantio do feijão exige um pouco mais de experiência do jardineiro, mas adicionar esse elemento à nossa horta de sobrevivência pode ser uma ótima escolha;

|Leia mais: Veja como fazer um kit natural  de primeiros socorros|

Ervas e temperos

Também podemos plantar ervas e temperos, eles costumam ter um ciclo de vida mais curto, possibilitando uma colheita bem adiantada, alguns exemplos de ervas são:

  • Manjericão;
  • Salsa;
  • Cebolinha;
  • Camomila;
  • Tomilho.

Veja mais dicas sobre como plantar ervas, aqui.

batata plantar horta

Gorduras

As gorduras são um elemento importante na alimentação de todos nós, representam energia para executar nossas atividades diárias; devemos ter pelo menos uma variedade de alimento rico em gorduras na nossa horta de sobrevivência e algumas dicas de cultivares são:

  • Girassol (as sementes são boa fonte de gordura)
  • Semente de abóbora;
  • Amendoim;
  • Nozes.

 

Carboidratos

Assim como as gorduras, os carboidratos são as fontes de energia que nosso corpo precisa no cotidiano, alguns alimentos ricos em carboidratos são:

  • A batata-doce, fácil de plantar, deliciosa e muito nutritiva, é essencial na nossa horta de sobrevivência;
  • A batata-inglesa, já citada antes, é similar à batata-doce na questão de quantidade de carboidratos;
  • A abóbora, moranga ou jerimum também é uma rica fonte de carboidratos.

|Leia mais: 5 remédios naturais para cultivar em casa|

horta- favas

Proteínas

Principalmente para os que não consumem alimentos de origem animal ou não têm o costume de consumir, buscar fontes de proteína é uma preocupação, mas existem alimentos essenciais na sua horta de sobrevivência que são ricos em proteínas:

  • O próprio feijão já citado acima é uma rica fonte de proteínas;
  • Brócolis;
  • Espinafre;
  • Ervilhas (muitos dos suplementos alimentares proteicos vegetais são feitos a base de ervilha);
  • Grão-de-bico e lentilha;
  • Fava.

|Leia mais: como transformar seu jardim em uma horta orgânica|

Identificação de PANCs

É fundamental aprender a identificar as PANCs, ou seja,  plantas alimentícias não convencionais que fazem parte das plantas que nós não consumimos como forma de alimento, por falta de costume ou de conhecimento. 

Elas não são facilmente encontradas e geralmente são consideradas “mato”, “ervas daninhas” ou “invasoras”. Não podemos perder a oportunidade de consumir alimentos com  alto valor nutricional devido à falta de informação sobre elas.  Aqui temos um guia para download e aqui uma lista com as mais comuns para cultivar em casa. 

Estima-se que o número de plantas consumidas pela humanidade caiu de 10 mil para 170 nos últimos cem anos. Só no Brasil há uma biodiversidade enorme a ser pesquisada que possui esse potencial – estima-se que o país tenha em torno de dez mil plantas com potencial uso alimentício.

| Leia mais: Como fazer uma horta em 1 metro quadrado|

flores comestíveis

Flores Comestíveis

Há um imenso número de flores que podem fazer parte da nossa alimentação. Elas são usadas para preparar pratos como saladas, chás, ornamentar pratos e fazer doces, principalmente xaropes e geleias. Além de servir de alimentos elas atraem polinizadores para nossa horta de sobrevivência. 

Veja aqui uma lista com as flores comestíveis mais comuns. 

Produção de Cogumelos

O cultivo de cogumelos pode ser uma forma útil de ter uma renda quando a mudança climática torna a agricultura menos confiável. Os cogumelos também podem ser usados como alimento adicional para a família. Eles crescem rápido e são ricos em proteínas, vitaminas e sais minerais. Você não precisa de terras para cultivar cogumelos, por isso, essa é uma atividade útil tanto em zonas urbanas quanto rurais.

Existem várias maneiras de cultivar cogumelos. Eles podem ser cultivados em sacos de plástico, vasos, troncos ou bandejas de madeira empilhadas – em qualquer lugar onde a quantidade de luz, a temperatura e a água puderem ser controladas. O ciclo de cultivo leva de um a três meses.

Aqui nós ensinamos tudo que você precisa saber para cultivar cogumelos em casa.

Outras Culturas

O resto vai da nossa criatividade. Muitos aspectos devem ser consideradas na fase do planejamento da horta de sobrevivência mas também vão se desenrolar conforme nossa intimidade com a horta aumenta.

horta de sobrevivência

Conservação

Hoje, muitos de nós possuímos geladeiras em casa, mas existem outras formas de preservar os alimentos para que durem mais, pois ocasionalmente a horta de sobrevivência vai gerar alimentos excedentes, e o que podemos fazer com eles?

  • Cultivar alimentos que não necessitam de refrigeração, como a abóbora, batata, abobrinha e alho.
  • Compartilhar os excedentes com vizinhos também é uma ótima alternativa e um dos pilares da Permacultura.

|Leia mais: Aprenda como fazer um minhocário e compostagem|

horta de sobrevivência

Desafios

Algumas coisas indesejáveis podem vir a acontecer em uma horta de sobrevivência, proatividade e atenção serão essenciais para que seu cultivo seja produtivo. Buscar conhecimento sobre pragas, intempéries e nutrição de vegetais  é fundamental. Consorciação de plantas também é importante para uma horta saudável e farta.

No cenário ideal a quantidade de alimentos produzido será o suficiente para manter nossas famílias, longe do supermercado por até 1 mês e para nos precaver pelo menos por algum tempo, das crises cada vez mais crescentes.

A vida é um acontecimento extraordinário para ser passado sem um propósito, aqui queremos inspirar a mudança, a conexão com os ciclos da natureza, o resgate dos saberes ancestrais e manuais. Vamos juntos por esse caminho descobrindo que tudo que precisamos já está em nós mesmos.

jardimdomundo.com

Uma opinião sobre “Horta de sobrevivência – 1 mês sem supermercado

  • Reply Anne-marie Fichter 22 July, 2020 at 11:45

    Que des superbes idées
    Merci
    ANNE MARIE

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *